Design de Interiores, do Espaço e do Objeto - Conceito e Criação

Arquitetos, engenheiros, artistas e designers que buscam refinamento e qualificação nas habilidades profissionais em Design de Interiores. Recomenda-se que o aluno tenha formação que envolva a linguagem de representar em escala, configuração de ambientes e domínio espacial.

08/08

Início da próxima turma
SEG e QUA

09/08

Início da próxima turma
TER e QUI

Valores SÃO PAULO

VALORES

Valores* dos Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu – São Paulo
Valor do curso de R$ 34.639,00*
Primeira mensalidade de R$500,00 e o restante de acordo com o plano escolhido
OpçãoParcelas Mensais e ConsecutivasParcela a ser paga*Valor Final*
A36R$ 1.035,03R$ 37.261,08
B30R$ 1.224,69R$ 36.740,83
C24R$ 1.422,46R$ 34.138,93
D18R$ 1.896,61R$ 34.139,00
EÀ vistaR$ 28.935,47R$ 28.935,47


Valores SOROCABA

VALORES

Valores* dos Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu – Sorocaba
Valor do curso de R$ 19.800,00*
Primeira mensalidade de R$500,00* e o restante de acordo com o plano escolhido
OpçãoParcelas Mensais e ConsecutivasParcela a ser paga*Valor Final*
A36R$ 585,99R$ 21.095,69
B30R$ 693,21R$ 20.796,33
C24R$ 804,17R$ 19.300,16
D18R$ 1.072,22R$ 19.300,00
EÀ vistaR$ 16.405,04R$ 16.405,04

 

Por que fazer esse curso?

Considerando o design de interiores como um sistema desenvolvido para responder a múltiplas demandas , o curso trata do conceito de design, planejamento de espaço, layout de interiores, composição e apresentação. A partir das atividades propostas, os alunos têm insights sobre a linguagem de materiais, iluminação, cor, móveis e a integração de componentes técnicos. A relação com o edifício é incentivada por meio de investigação quanto à arquitetura e suas tipologias.
A Pós-Graduação em Design de Interiores, do Espaço e do Objeto desenvolve uma abordagem conceitual na prática do projeto de design, de modo que o aluno obtenha uma compreensão estratégica dos elementos e processos envolvidos. Além disso, oferece a experiência da representação técnica e do detalhamento arquitetônico, que servem aos alunos como um espelho para revisar seu design e aprimorar suas habilidades profissionais.
O curso segue uma metodologia na concepção do design de espaços que seja capaz de dialogar com as questões brasileiras, considerando suas adversidades geográficas, topográficas, climáticas e socioculturais, dada a dimensão geográfica do país.

A MATRIZ

Disciplinas

HORAS

Apresentar e discutir a relação do encontro de objetos de arte (coleção de arte e design) e sua presença nos interiores como elemento importante para o desenvolvimento do projeto de interiores. A importância da relação da obra de arte nos interiores, nas coleções de arte, objetos e espaços do mercado de luxo. O foco são os espaços que têm a arte como base e repertório para gerar novos conceitos em espaços privados e públicos. A abordagem é sobre o empréstimo das qualidades do objeto de arte em design e interiores, ou seja, arte aplicada e luxo (antiquários, tapeçaria, lustres, cristais e porcelanas).
Conceito e análise aplicados aos interiores por meio de seus elementos compositivos formais nos espaços e sua relação com os objetos (cor, forma, textura etc.), que definem os estilos. Esta disciplina abrange diferentes técnicas para avaliar ideias e visualizar soluções eficazes ao longo de todo o fluxo de trabalho. O exercício compositivo reúne uma variedade de ferramentas que permitem aos designers comunicar a ideia conceitual antes da fase CAD/3D, à pós-produção e às ferramentas de publicação que aprimoram a apresentação da versão final. As aulas são destinadas a transferir o conjunto completo de habilidades para produzir apresentações visuais impactantes, tanto no mood board quando na ideia espacial do projeto. Nela discutiremos os elementos da composição do espaço sob aspectos tecnológicos, compositivos e simbólicos. Como resultado, buscamos desenvolver um olhar crítico sobre a qualidade dos interiores e seu valor de significado do seu tempo.
Abordar e refletir sobre o espaço interior como o lugar que auxilia o indivíduo na ampliação da consciência e da saúde em sua vida. A disciplina aborda o espaço como o lugar de consciência ampliada de saúde tridimensional que promove o bem estar biopsicossocial, espiritual e ambiental.
Reflexão e análise sobre estilo de vida, cultura e identidade no Brasil, considerando sua diversidade cultural. Esta disciplina se dedica à investigação holística dos ambientes interiores, inspirando-se em aspectos de algumas correntes de teoria crítica sobre interiores (americana e inglesa), ao mesmo tempo em que incentiva os alunos a criarem suas próprias ferramentas para a realização de pesquisas primárias em uma variedade de interiores escolhidos. Considerando a ancestralidade dos ambientes interiores históricos e os aspectos contemporâneos de uma sociedade analógico/digital, será desenvolvida analise considerando códigos psicológicos, culturais, sociais e econômicos que sustentam a criação. Cultura – Espaço – Criação – Identidade.
Aplicação de metodologia e processo criativo para o desenvolvimento de conceito, projeto e personalização de espaços residenciais. Exercício projetual de refinamento e consolidação conceitual, com elaboração de layout, organização dos volumes e suas proporções, o caminho funcional e operativo do espaço somado às conexões entre os revestimentos, iluminação e hierarquia moveleira. Para tanto, iniciamos com uma apresentação cerimoniosa da proposta e adequações necessárias. Como apresentação, serão incentivadas várias linguagens de exposição do conceito do projeto, aspecto gráfico, representativo e possível maquete de volumes, sempre explorando novas linguagens, enfatizando elevações. Em paralelo, segue-se um foco sobre a relação casa – saúde – meio ambiente – que consideramos ser uma atribuição do profissional de design de interiores. O processo relaciona-se com a fase do desenvolvimento do estudo preliminar.
Desenvolve exercícios de criação, metodologia e representação de móveis e objetos para projeto de interiores. A disciplina discute a produção e composição de móveis e objetos criados para atender a necessidades específicas de um projeto de interiores, considerando aspectos funcionais, estéticos e simbólicos. Design de móveis, objetos e sistemas integrados.
Reflexão e elaboração dos conceitos de moda que influenciaram os interiores e o universo dessa relação, seguindo pelas várias marcas de moda e a aplicação de seus elementos estéticos e simbólicos em design de interiores. O segmento da moda e sua relação com os interiores vem se manifestando como um campo rico de possibilidades criando um diálogo entre a segunda pele (a roupa) e a terceira pele (os espaços interiores). Para tanto, abordaremos as grandes marcas de moda que hoje criam espaços icônicos a partir do conceito de formas, texturas, estampas e símbolos das marcas, assim como suas coleções de objetos.
Apresentar a experiência cenográfica que dialoga com os interiores públicos de duração rápida, gerando conceitos, atmosferas e experiências que beneficiam o espaço cotidiano. A disciplina apresenta as relações multidisciplinares entre cenografia, arte e interiores, uma relação que agrega cada vez mais valor aos espaços por meio da promoção das mais variadas experiências perceptivas entre o corpo e o espaço.
Analisar e aplicar sistemas de iluminação em interiores, observando os aspectos funcionais e estéticos, ampliando o conhecimento plástico dos efeitos da luz no espaço. A disciplina discute e orienta a aplicação da iluminação nos interiores sob aspectos funcionais e estéticos. A luz é um dos elementos mais importantes e presentes nas várias nuances do cotidiano nos interiores e, portanto, um elemento importante nos interiores.
Estudo sobre o projeto de Pesquisa. Análise de modelos de projetos. Estrutura do Projeto de Pesquisa.

Total

366

* Para poder iniciar as orientações para o TCC, é compulsório cursar e ser aprovado na disciplina “Metodologia da Pesquisa Científica”.
** As disciplinas optativas garantem um enriquecimento de conhecimento e currículo ao aluno que, além das disciplinas obrigatórias, irá optar por mais 2 disciplinas de outros cursos da Pós-Graduação.

OS PROFESSORES

COORDENAÇÃO

sergio.ortiz@belasartes.br

Currículo Lattes

Possui graduação em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de São Paulo (2005) e mestrado em Artes Cênicas pela Universidade de São Paulo (2013). É sócio do escritório SLH Arquitetos Associados. Durante 11 anos foi sócio do escritório Sergio Santana Planejamento e Desenho da Paisagem, responsável pelo desenvolvimento de projetos importantes de arquitetura paisagística e urbanismo por todo país. Atualmente é professor do Centro Universitário Belas Artes de São Paulo e assistente de coordenação no curso de Arquitetura e Urbanismo e coordenador do curso de pós-graduação em cenografia e figurino desta Instituição. Integra o Banco Nacional de Avaliadores da Educação Superior (BaSis) vinculado ao Sinaes (Sistema Nacional de Avaliação do Ensino Superior) e INEP (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira).Tem experiência nas áreas de Arquitetura, Paisagismo, Urbanismo e Artes, com ênfase em Cenografia e Indumentária, atuando principalmente nos seguintes temas: arquitetura, urbanismo, paisagismo, espaços livres, Barra da Tijuca(RJ), cenografia, indumentária, teatro e Peter Brook.

TOUR 360

Já vai embora?

Insira suas informações abaixo e receba nossas novidades