Gestão em Economia Criativa

Designers (gráficos, de produto e de interiores), arquitetos, publicitários, administradores, profissionais liberais, de marketing, consultores, gerentes e diretores de negócios.
Valores

VALORES

Valores dos Cursos de Pós-Graduação Lato Sensu São Paulo
Valor do curso de R$ 34.639,00*
Primeira mensalidade de R$500,00* e o restante de acordo com o plano escolhido
OpçãoParcelas Mensais e ConsecutivasParcela a ser pagaValor Final
A36R$ 1.035,03*R$ 37.261,08*
B30R$ 1.224,69*R$ 36.740,83*
C24R$ 1.422,46*R$ 34.138,93*
D18R$ 1.896,61*R$ 34.139,00*
EÀ vistaR$ 28.935,47*R$ 28.935,47*

Por que fazer esse curso?

Economia Criativa se transformou em uma força transformadora poderosa na economia atual (Unesco,2013). Tornar-se um executivo na gestão da economia criativa é um forte diferencial para o sucesso do negócio, seja no design, na arquitetura, nas artes, gastronomia, comunicação, audiovisual, novas mídias, pois irá preparar o profissional criativo para adquirir habilidades gerenciais para desenvolver e administrar toda a cadeia do negócio com visão estratégica.
A Pós-Graduação de “Gestão em Economia Criativa”, a única do mercado voltada para esse segmento, proporciona aos alunos conhecimentos em temas como teamwork e liderança, marketing, custos, aspectos legais e propriedade intelectual, administração e projetos, vendas e estratégias de negociação e gestão de marcas / branding.
No Brasil, a Economia Criativa cresceu 69,1% entre 2004 e 2014, quase o dobro do crescimento do PIB deste mesmo período, que foi de 36,4% (FIRJAN, 2014). Atualmente, um em cada cinco profissionais criativos (19,4%) atua nas empresas criativas puras, porém quase 80% da classe criativa é encontrada em outros setores, o que significa que o mercado necessita de profissionais que aliem administração e criatividade na gestão dos negócios.

A MATRIZ

Disciplinas

HORAS

Definições de cultura organizacional, princípios e valores compartilhados, complexidade dos processos humanos que definem a cultura. Serão abordados aspectos como organização, administração, organograma e fluxograma de trabalho, produção, processos e qualidade.
A disciplina contempla informações e técnicas para estimular as habilidades criativas, contribuindo para a formação de profissionais inovadores capazes de fazer uso de tais recursos de maneira crítica e significativa e, por consequência, alterarem as vantagens competitivas como diferenciais estratégicos para alcançar o sucesso.
Definições e Conceitos do marketing de relacionamento, suas variáveis, o comportamento do consumidor nesse novo cenário. Estratégias e táticas de marketing de relacionamento alcançando resultados.
Conceitos do mercado artístico e cultural com uma visão estratégica para gestão do negócio cultural. Abordando as relações entre produção comercial, cultural, artística e o marketing, estudando casos específicos e fornecendo as ferramentas necessárias para elaboração de projetos competitivos.
Nesta disciplina, será possível entender o papel do líder e sua responsabilidade no processo de formação e manutenção de equipes eficazes, em que seus membros sentem-se motivados e comprometidos com os resultados esperados. Tema relevante é a diversidade de culturas, valores e opções que hoje compõe as organizações, que, se bem compreendida e gerenciada, pode ser transformada em importante vantagem competitiva
Estudo sobre o projeto de Pesquisa. Análise de modelos de projetos. Estrutura do Projeto de Pesquisa.

Total

366

* Para poder iniciar as orientações para o TCC, é compulsório cursar e ser aprovado na disciplina “Metodologia da Pesquisa Científica”.
** As disciplinas optativas garantem um enriquecimento de conhecimento e currículo ao aluno que, além das disciplinas obrigatórias, irá optar por mais 2 disciplinas de outros cursos da Pós-Graduação.

OS PROFESSORES

COORDENAÇÃO

ricardo.martos@belasartes.br

Currículo Lattes

Mestre em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (2003), Ricardo é professor de Conforto Ambiental e Projeto Arquitetônico em módulo que dá ênfase a projetos de edifícios multifuncionais, híbridos, e suas relações com o espaço urbano. Iniciou suas atividades como docente na graduação do curso de Arquitetura e Urbanismo do Centro Universitário Belas Artes de São Paulo no módulo “Projeto para Trabalho Final de Graduação” e no Curso de Pós-Graduação em “Arquitetura Cidade e Sustentabilidade” no módulo “Projetos Sustentáveis – Estudos de Caso”. Sócio fundador do escritório de projetos Estúdio Mais Arquitetura (2001), autor de diversos projetos em diferentes escalas, dentre eles o Redesenho com proposta de novas mobilidades para a Avenida Robert Kennedy e o Projeto de Requalificação da Rua Visconde de Inhaúma, este último premiado no 9º prêmio Jovens Arquitetos de 2009.

TOUR 360

Já vai embora?

Insira suas informações abaixo e receba nossas novidades