Mídia e Relações Internacionais

O curso foi configurado para profissionais com nível superior completo nas áreas de Relações Internacionais, Comunicação Social, Ciências Sociais, Geografia, História, Direito e Economia, bem como interessados no aperfeiçoamento de seus conhecimentos relativos à observação e análise de fenômenos socioespaciais de escala internacional e papel da mídia na ordem internacional contemporânea.

08/08

Início da próxima turma
SEG e QUA

Por que fazer esse curso?

O curso desenvolve habilidades críticas necessárias para a observação e análise dos inúmeros fenômenos socioespaciais, principalmente de escala internacional, além de enfocar na importância da mídia como agente internacional, nos domínios de mediações, negociações, influências e cooperação internacionais.
A pós-graduação em Mídia e Relações Internacionais proporciona uma experiência para profissionais de distintas áreas, para que ampliem suas perspectivas laborais dentro dos segmentos de análise de assuntos internacionais e de análise da influência da difusão de informação sobre os processos de tomada de decisão na arena internacional.
O curso fornece vasto repertório conceitual e teórico advindo da Comunicação e das Relações Internacionais, além de contato com experiências e casos práticos relacionados aos temas-chave deste curso.

A MATRIZ

Disciplinas

HORAS

A construção da notícia internacional por meio das dinâmicas das agências internacionais e redes de notícia na contemporaneidade. Compreensão da pauta internacional, do funcionamento, das seleções editoriais e da comercialização em tempos de convergência midiática. A presença das agências no mundo e qualificação da importância desses veículos da cobertura informativa diante do poder de distribuição digital
Acordos monetários internacionais: poder do Estado, arranjos regionais e instituições multilaterais. Regionalismo e Economia política internacional. Análise do atual momento da economia internacional. O papel do Brasil no sistema econômico atual. Abordagem da interface econômica com as esferas social, política e cultural.
Apresentação do cenário de produção de notícias a partir de países, blocos econômicos ou territórios de mídia, além dos tipos de correspondência estrangeira. Compreensão das dinâmicas de seleção e edição em uma cobertura informativa internacional a partir de leituras de realidades geopolíticas divergentes. Análise dos processos de produção de notícia das editorias internacionais.
A nova diplomacia: temas e atores. O papel das Relações Internacionais em assuntos culturais, nas empresas transnacionais e nos governos subnacionais. A relevância da cultura para as Relações Internacionais. O diplomata corporativo. Paradiplomacia: ação externa das cidades, estados federados, províncias e regiões.
Estudo da interface dos Direitos Humanos na esfera internacional a partir de seus diplomas normativos, prática jurisdicional e casos concretos. Análise da teoria geral dos direitos humanos na ordem internacional e exame dos sistemas global (Onusiano) e regionais (Europeu, Interamericano e Africano) de proteção dos Direitos Humanos.
O conceito de segurança humana. Diferentes interpretações e aplicabilidade pela academia e mundo político. O (des)uso do conceito de segurança nacional e a emergência de abordagens centradas no indivíduo. O processo de securitização como instrumento analítico. A relevância de tópicos contemporâneos como degradação ambiental, pobreza, saúde pública, crise de refugiados, entre outros. Soluções políticas para as ameaças de segurança humana.
Teorias clássicas, contexto histórico e principais debates. Geopolítica, imperialismo e disputas territoriais. A geopolítica pós-Guerra Fria e no século XXI e o debate atual sobre globalização. Nacionalismos e regionalismos no mundo contemporâneo. Velhos e novos significados para a guerra e para as fronteiras. O Brasil na conjuntura geopolítica mundial. A importância do conceito de identidade para o debate geopolítico.
Pesquisa de mercado e sua importância em contextos internacionais. Fundamentos de etnografia e netnografia. Estruturação, implementação e interpretação de pesquisas netnográficas para mercados internacionais. Métodos de análise de ambientes digitais. Big Data de mercado.
Mídia e Esfera Pública. Mídia, Poder e Cidadania. Regulação de Mídia. Democracia: conceitos. Direito à Comunicação e informação. Democracia, internet e redes sociais digitais. Democratização dos Meios e veículos de Comunicação.
Teoria da Opinião Pública. Opinião, poder e relações internacionais. Agenda Internacional: atores, instrumentos e processos de formação. Mídia e Política Internacional: organizações e cadeias de produção, difusão e recepção de informação.
Proteção dos valores institucionais, da segurança da informação, da reputação corporativa e dos funcionários por meio de boas práticas nas mídias sociais em contextos multinacionais. Elaboração de políticas institucionais para uso das mídias sociais. Instruções para implantação e sugestões de treinamento e social media training.
Modelo clássico de comunicação social. O surgimento da sociedade de massa. Teorias da comunicação: manipulação, influências e persuasão. Indústria cultural. Estudos culturais.
Estudo sobre o projeto de Pesquisa. Análise de modelos de projetos. Estrutura do Projeto de Pesquisa.

Total

366

* Para poder iniciar as orientações para o TCC, é compulsório cursar e ser aprovado na disciplina “Metodologia da Pesquisa Científica”.
** As disciplinas optativas garantem um enriquecimento de conhecimento e currículo ao aluno que, além das disciplinas obrigatórias, irá optar por mais 2 disciplinas de outros cursos da Pós-Graduação.

OS PROFESSORES

COORDENAÇÃO

rodolfo.chagas@belasartes.br

Currículo Lattes

Doutor em Geografia Humana pela Universidade de São Paulo (2017), com mestrado (2007) e graduação em Geografia (2004) na mesma instituição. Possui graduação em Letras Português-espanhol pelo Centro Universitário de Santo André (2008) e especialização em Ensino de espanhol para brasileiros (2012) pela PUC-SP e em Direitos Humanos, pela PUC-PR (2020). Atualmente é docente do Centro Universitário Belas Artes de São Paulo, atuando nos cursos de Relações Internacionais e Comunicação Social. Também é coordenador da graduação em Relações Internacionais da Belas Artes. Tem experiência na área de Relações Internacionais, Geografia, Educação, Comunicação Social e Turismo, tanto na modalidade presencial, como na modalidade de ensino à distância, atuando principalmente nos seguintes temas: geopolítica, relações interculturais, integração regional, antropologia, política internacional, jornalismo internacional e político, língua espanhola e produção de textos.

TOUR 360

Já vai embora?

Insira suas informações abaixo e receba nossas novidades